728x90 AdSpace

Latest News

Tecnologia do Blogger.
17.3.13

{TeEscrevendo} A Mão Esquerda De Deus, de Paul Hoffman!

Heeeeeeeeeey Assassinos! \õ 
Eu demoro uma semana agora infelizmente para ler qualquer livro, já que meu tempo está curto, antes era em 2 dias .. ¬¬'

Maaaaaaaaaaaas, esse livro valeu a pena a expectativa. Apesar do final brochante na minha humilde opinião já que eu espera mas muito, mas muito mais. Mas isso não quer dizer que ele seja ruim. Pelo contrário. É ótimo! Vejam .. A Mão Esquerda De Deus ! 



Sinopse do Skoob"Preste atenção. O Santuário dos Redentores no Penhasco de Shotover deve seu nome a uma grande mentira, pois há pouca redenção naquele lugar e ele tampouco serve de refúgio divino". 
É com esse alerta que o inglês Paul Hoffman começa A Mão Esquerda de Deus, um livro sombrio e cheio de mistério. Estréia do autor no romance aventura, a obra vem sendo divulgada no exterior como um "novo Harry Potter", muito embora o autor não recorra a elementos sobrenaturais nem raças não-humanas em sua narrativa. O cenário da trama é desolador. Habitado por meninos que foram levados para lá muito novos e geralmente contra a sua vontade, o Santuário dos Redentores é uma mistura de prisão, monastério e campo de treinamento militar. Lá, esses milhares de garotos são submetidos a uma sádica preparação para lutar contra hereges que vivem nas redondezas. A intenção dos Lordes Opressores, os monges que protegem o lugar, é fortalecer os internos tanto física quanto emocionalmente, preparando-os para uma monstruosa guerra entre o bem e o mal. Entre os jovens está Thomas Cale. Não se sabe ao certo se ele tem 14 ou 15 anos ou como foi parar ali. O que se sabe é que Thomas tem uma capacidade incomum de matar pessoas e organizar estratégias de combate. Essas poderosas habilidades serão colocadas à prova quando ele e dois amigos testemunham um brutal assassinato entre os corredores labirínticos da prisão. A visão do crime dá início a uma perseguição desesperadora e, finalmente fora dos muros do monastério, Cale irá compreender a extensão da crueldade dos lordes e a verdadeira origem de seu poder. A Mão Esquerda de Deus não é um livro particularmente escrito para o público jovem, segundo acredita Paul Hoffman. "Fiquei surpreso ao ver que o livro foi tão bem recebido por essa faixa etária. Não esperava que uma história com tanto sofrimento e crueldade fosse agradar tanto aos jovens, não escrevi pensando exatamente neles. Minha ideia era desenvolver uma trama onde eu pudesse reviver e reinventar aspectos da minha infância. Queria ter a liberdade para amplificar as minhas sensações sobre esse período 40 anos depois de tê-lo vivido e foi bem divertido". Sucesso de público e vendas na Inglaterra, A Mão Esquerda de Deus resgata a atmosfera de clássicos como O Nome de Rosa, de Umberto Eco e O Senhor dos Anéis, de Tolkien, misturando elementos de história medieval com um ritmo ágil e contemporâneo. "Embora estejamos falando de um lugar que não existe, o Santuário dos Redentores facilmente se identifica com o cenário de miséria e dissolução existencial que presenciamos no mundo real. É uma história que pode se passar em qualquer lugar do mundo, em qualquer época e que mostra reações humanas inexoráveis", explica Paul Hoffman.

"Disseram a Cale que ele poderia destruir o mundo. Talvez ele destrua ..."

E com essa frase eu fiquei doido para ler este livro. Então vamos entender o que raios se passa nesta estória. Santuário dos Redentores é aonde vivem crianças e jovens desde dos seus 6,7 anos até morrerem. É uma escola. Um Monastério e uma prisão. Ditadura Fascista aonde devem adoração a algo que não tem conhecimento. Aonde os alunos apanham só de olhar para algum Redentor - que são os líderes do lugar, as autoridades. Neste conjunto todo vive Tomas Cale. 


Tomas Cale aprendeu a ser frio, calculista e acima de tudo, esconder seus sentimentos e pensamentos das pessoas já que é um dos mais perseguidos do lugar. A sua incrível habilidade de antecipar tudo o que a pessoa irá fazer, como um golpe inesperado ou atitude bem pensada - ou não - faz dele um aluno especial mas não menos maltratado. Mas junto com os seus amigos proibidos - já que no lugar ter alguma amizade é proibido - o animado e companheiro Henri Embromador e também o pessimista e chato Kleist ele se mete em confusões e depois de um acontecimento trágico e chocante, aonde uma garota é salva e um Redentor é morto, eles finalmente fogem do lugar. 

Imagine jovens de 14,15 anos que nunca virão uma mulher, comida de verdade (eles só comiam pé de defunto) ou algum lugar que não seja a prisão dos Redentores. Eles estavam atordoados e fascinados pela jovem, rechonchuda e cativante Rubia. Logo, Cale tromba com Idrispukke, o melhor personagem do livro. Sem exageros. E também com os habitantes e líderes de Memphis, a maior e mais importante cidade do mundo atual.


Cale e seus amigos são interrogados, investigados mas logo suas habilidade são descobertas. Cale um assassino de 3 segundos. Henri um atirador de bestas excelente e Kleist um arqueiro brilhante. E Rubia, sobe de vida rapidamente, virando melhor amiga e criada da filha do maio politico da cidade, Arbell Pescoço de Cisne. Sim! Ela tem um pescoço de Cisne. Cale se apaixona por ela quase instantaneamente mas Arbell é esnobe. 

Cale é um imã de problemas. Logo o valentão da cidade da um banho nele de Bullyng por onde eles se encontram. Até Cale dar uma surra nele e quebrar a espada dele que era a maior relíquia da cidade, só isso. Arbell depois de um plano de Rubia, começa a reconhecer o caráter misterioso de Cale e logo se apaixona. Eles começam a virar amantes escondidos mas tudo começa a ficar ameaçado quando os Redentores começam a atacar Memphis. O pior é que o plano que Cale tinha feito para os Redentores tempo atrás foi utilizado perfeitamente o que deixa tudo mais complicado. Cale arma um contra ataque mas os Redentores não são tão fáceis de derrotar e quando tudo fica em xeque, saber sobre A Mão Esquerda De Deus pode ser impactante. 



Uma história envolvente em um universo próprio de Paul Hoffman. A crítica presente no "Rolling In The Deep" do livro é magnifico, e pode fazer a mente mais decidida a fazer perguntas sobre nossa sociedade. O humor é presente aqui e com destaques para Idrispukke e Henri Embromador, o livro é promessa de grandes coisas vindo por aí, já que o final foi meio brochante para mim que estava esperando um final épico a la Vingadores. Nota? 9.5! See ya \õ  

" — Vida interessante a sua — falou Idrispukke para Cale — deveria escrever um livro."
{TeEscrevendo} A Mão Esquerda De Deus, de Paul Hoffman!
  • Blogger Comments
  • Facebook Comments

3 comentários:

Postar um comentário

Top